Hardware

Hackathon Qualcomm: DragonBoard Challenge no Porto Digital

Hardware


Um hackathon extremamente desafiador, com apenas 36 horas de duração. Essa foi a experiência vivida por jovens desenvolvedores em Recife nos dias 21 e 22 do último mês. Uma parceria da Qualcomm com o Porto Digital que proporcionou aos participantes a oportunidade de fazerem suas ideias saírem do papel.

Com a placa de desenvolvimento em IoT Qualcomm DragonBoard 410c, foram elaborados projetos em Internet das Coisas (IoT) para cidades inteligentes. Inovações como as que foram apresentadas neste Hackathon podem gerar impactos positivos em diferentes setores da sociedade, otimizar processos e revolucionar o dia a dia das pessoas nas cidades. Este tema surgiu em virtude da atuação do Porto Digital em requalificar o espaço urbano, que criou também o Laboratório de Objetos Urbanos Conectados (L.O.U.Co), aberto ao público, para promover projetos que visem pensar o bem-estar nas cidades a partir da fabricação digital e Internet das Coisas.

Reciclagem Inteligente: Colec.te

A equipe formada pelos estudantes pernambucanos, Andréa Duque, Bianca Lisle, David Carvalho, Larissa Lages, Lucas Azevedo e Rodrigo Alves desenvolveu um projeto que consiste em uma lixeira conectada para auxiliar na coleta seletiva das cidades, chamada Colec.te.

A solução integrou a placa Qualcomm DragonBoard 410c com um sistema de reconhecimento de imagem via webcam, sistema mecânico que também era integrado com uma nuvem. A lixeira reconhece o material descartado, o direciona para o compartimento adequado e armazena as informações da coleta. Desse modo, além de auxiliar na separação do material a ser reciclado, a lixeira permite que as autoridades responsáveis pela coleta monitorem os níveis da produção de lixo em diversas regiões.

A equipe pretende dar continuidade ao projeto aprimorando o seu funcionamento e procurando parcerias estratégicas para viabilizar sua implantação em cidades.

Conheça o projeto: http://www.instructables.com/id/Lixeira-Separadora-Automática-De-Resíduos-DragonBo

IN-FORMA

O projeto IN-FORMA surgiu da necessidade de um hub de integração de dados referentes às cidades. Com o intuito de atendê-la, a equipe formada por Adriana Araújo, Ana Katarina, Janael Martins, George Alves, Lucas Dantas e Rafael Carvalho desenvolveu uma plataforma contendo diversas informações sobre uma determinada região.

A plataforma pode ser instalada em pontos estratégicos da cidade, juntamente com diversos sensores que fornecem, em tempo real, as condições daquele local. Um possível uso da plataforma é com um sensor de alagamentos. Ele possibilita determinar o nível de água de determinadas vias e, portanto, o mapeamento de pontos de alagamento das regiões.

Conheça o projeto: http://www.instructables.com/id/IN-FORMA-a-Plataforma-De-Informa%C3%A7%C3%B5es-Sobre-Sua-Cid/

iMaca

O projeto iMaca consiste em uma maca capaz de analisar batimentos cardíacos, temperatura, altura e possíveis focos de sangramento no paciente e esta encaminha todos os dados, também em tempo real, para o hospital que aguarda a chegada do paciente. O iMaca surge como uma forma de colher informações importantes a partir do primeiro momento do atendimento, tornando-o mais eficiente.

Equipe iMaca: Lais Bandeira, Matheus Casa, Mateus Gonçalves, Gustavo Isidio, Júlia Feitosa, Ítalo Rodrigo e Carlos Alberto.

Para obter mais informações sobre o L.O.U.Co: http://portodigital.org/diferenciais/equipamentos/louco